Ainda que o uso do calcário na calagem seja algo comum na atividade agrícola, este assunto gera algumas dúvidas que precisam ser esclarecidas. Então, para quem deseja aumentar a produtividade da área cultivada e obter uma farta colheita, este conhecimento faz toda diferença.

O que é calagem?

Calagem é uma etapa de suma importância que envolve o preparo e recuperação do solo antes de iniciar o cultivo. Independente do item agrícola a ser plantado, o solo deve estar em boas condições para garantir a produtividade e qualidade da colheita.

Portanto, a calagem consiste na aplicação de calcário no solo. Assim, o objetivo desse processo é elevar os níveis de cálcio e magnésio no solo, tornando-o mais propício à nutrição e excelente desenvolvimento das plantas através do uso de aditivos minerais.

Por que a aplicação de calcário na calagem é tão importante?

São diversos os benefícios que a calagem proporciona. Juntos, oferecem maior fertilidade ao solo e tem uma impacto positivo em todas as etapas do cultivo. Vejamos.

Elimina a acidez do solo

A acidez do solo gera uma série de problemas. Ou seja, além de provocar o surgimento de elementos tóxicos às plantas, essa acidez reduz bastante a disponibilidade de nutrientes. Esses dois fatores acarretam um baixo rendimento em todas as etapas do cultivo, trazendo graves prejuízos no momento da colheita. Então o calcário na calagem evita que isso aconteça.

Eleva a disponibilidade de fósforo

Tido como um componente vital para as lavouras, ele atua no armazenamento e transferência de glicose e demais substâncias necessárias para o crescimento e desenvolvimento das plantas.

O Calcário na Calagem fornece magnésio e cálcio

A manutenção de bons níveis de magnésio no solo é fundamental para que as raízes das plantas sejam bem formadas. Outro fator de extrema importância é que ele favorece o acúmulo de sacarose, contribuindo para manter bons níveis de açúcar nos caules e frutos.

O cálcio é responsável por manter uma boa estruturação da parede celular da planta, o que confere maior resistência a doenças e pragas que prejudicam as lavouras. Níveis adequados de cálcio também favorecem o transporte de nutrientes para as plantas, tornando-as mais resistentes e viçosas.

Reduz os níveis de manganês e alumínio

Estes são dois grandes vilões na produção agrícola. Primeiramente o manganês. Esse mineral prejudica a absorção de cálcio, ferro e magnésio pelas plantas.

Enquanto isso, o alumínio dificulta a absorção de água e nutrientes, comprometendo bastante o crescimento e desenvolvimento da plantação.

Diminui a compactação do solo

Um solo compacto causa diversos danos ao desenvolvimento das raízes e gera terríveis problemas para o crescimento das plantas.

Porém, outro fator prejudicial é que a compactação impede uma boa absorção de água, o que gera ainda mais complicações em períodos com falta de chuva.

Da mesma forma, a quantidade adequada de cálcio gerada pelo processo de calagem reduz a compactação do solo, tornando-o mais apto ao cultivo de diversos tipos de lavouras.

Calcário na Calagem ajuda no crescimento radicular

Então um bom desenvolvimento do sistema radicular é determinante na absorção de água, sais minerais e fixação das plantas ao solo.

Conheça os 4 Tipos de calcário na calagem

Existem diferentes tipos de calcário para serem usados no processo de calagem. Veja.

1 – Calcário calcítico

Trata-se de um calcário com concentração mais acentuada de óxido de cálcio e menor incidência de óxido de magnésio. Esse tipo é indicado para solos que apresente níveis baixos de cálcio.

2 – Calcário magnesiano

Esse tipo de calcário apresenta maior concentração de magnésio, que fica entre 10 e 25%. Portanto, da mesma forma que ocorre com o cálcio, esse elemento é indispensável para a boa condição das plantas.

3 – Calcário dolomítico

Nos processos de calagem na atividade agrícola, o calcário dolomítico é o tipo mais indicado. Dessa forma, sua aplicação diminui a acidez do solo, oferece melhor suprimento de nutrientes às plantas e contribui para as boas condições do solo no decorrer do tempo.

4 – Calcário filler

É recomendado para corrigir solos que apresentam baixos níveis de cálcio e deficiência acentuada de magnésio. Dessa forma, um dos maiores benefícios deste tipo de calcário é que ele tem grande capacidade de neutralização.

Conheça os diferenciais da Brasilminas

Além de identificar as características do solo e usar um tipo de calcário na Calagem capaz de torná-lo mais fértil, é preciso que este produto apresente alto desempenho. Assim como o agronegócio evolui rapidamente, é necessário contar com a qualidade e expertise necessárias para garantir o sucesso das colheitas.

Há mais de 70 anos oferecendo produtos que aumentam a produtividade em plantações de todo Brasil, a Brasilminas tem ampla experiência no setor de agronegócio. Está interessado? Então entre em contato conosco e saiba detalhes sobre cada mineral necessário para tornar o solo altamente produtivo.